Carreira

Cito aqui um comentário do leitor William, que deu uma sugestão para um tema para discussão.

Olá pessoal! Então, eu acharia interessante um post sobre os primeiros passos para quem almeja algum dia seguir a carreira de músico, desde indicações de métodos para estudo de técnicas, livros sobre teoria musical, repertório, experiências vividas cotidianamente junto ao instrumento, enfim, um embasamento para que quer começar a tocar violão por si próprio, sem professor.

Pedido feito, pedido atendido. Vamos lá, sobre a carreira musical.

Em primeiro lugar, não existe sucesso sem muito trabalho. Citando Einstein: “O gênio é 1% de inspiração e 99% de transpiração”. Ter uma carreira na música não é fácil, e a pessoa precisa estar com uma grande vontade de seguir adiante para que as coisas dêem certo.

Em segundo, um professor é essencial e indispensável se o futuro que você almeja é o de músico profissional. Para aqueles que gostam de tocar o violão como passatempo, e adoram tocar mas sem pensar numa profissionalização, o professor até pode não estar presente, mas eu não recomendo em nenhum caso. O professor sempre vai poder e fazer a diferença no ensino. O progresso com o professor é muito mais rápido, e você não corre os riscos de um aprendizado incorreto, como a má postura, técnica errada.

Após estes dois pontos chave, acho legal fazer uma lista com algumas idéias principais. Aviso novamente que para todas as dicas presentes aqui nesse post, um professor deve supervisionar – na correção de erros, verificação do progresso do aluno, sabendo quando devem ser passados cada um dos exercícios, e se outros serão necessários.

  • Para o estudo de técnica de violão, Abel Carlevaro. Carlevaro escreveu quatro Cuadernos, dedicados a partes do desenvolvimento técnico – mão direita, mão esquerda e escalas. São exercícios que devem ser supervisionados, e que se bem executados fornecem um embasamento técnico bastante denso.
  • Algumas séries de estudos, compostas por compositores violonistas, também podem ser bastante úteis, tanto para o desenvolvimento de uma boa leitura como para o desenvolvimento da musicalidade e técnica. Recomendo os estudos de Giuliani, Sor, Carcassi, Brouwer.
  • Sobre teoria musical: é um assunto extremamente importante, com uma base teórica sólida o aprendizado flui melhor. Na minha formação inicial usei o Harmonia & Improvisação, do Almir Chediak.
  • Sobre história da música, sugiro o livro História da Música Ocidental, de Donald Grout e Claude Palisca.
  • Sobre a história do violão, História do Violão, por Norton Dudeque.
  • É difícil falar sobre o repertório, pois há muita música a ser vista. Encontre um professor que faça uma boa divisão dos períodos históricos e ouça de tudo!
  • Sobre intérpretes, aqui estão alguns dos que você pode começar procurando:

Depois de tudo isso, se comunique. Vá atrás do músico que você assistiu para parabenizar ou perguntar alguma coisa, participe de fóruns e discussões, leia revistas, blogs e livros que falam sobre música, ouça muita música. Ser um artista não é somente ter a técnica no instrumento, é participar da música como um todo.

Esse post foi uma tentativa de dar uma pincelada superficial por alguns temas bases para um aprendizado. Espero que possa ter ajudado!

2 comentários sobre “Carreira

  1. Obrigado pelo comentário, Davi.

    Sua sugestão de tema está lida, e o artigo está no forno. Continue acompanhando o CdV que daqui a alguns dias a matéria estará feita.

    Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *