Estudo, 22-23/01/07

Mais um post da série Estudo, dias 22 e 23 de janeiro.

22/01. Comecei tocando o Choro da Saudade do Barrios, mas não estava concentrado o suficiente para tocá-la decentemente. Parei antes de terminar a primeira parte e comecei a fazer uns arpejos do Carlevaro, com polegares fazendo padrões rítmicos de colcheia e 2 semicolcheias, ou a síncopa de semicolcheia-colcheia-semicolcheia. Toquei o Estudo no. 6 do Brouwer e o no. 1 do Villa-Lobos pra não perder o costume, e segui tocando o Prelúdio, a Giga e a Double da Suíte para Alaúde no. 2 do Bach. Não gostei do que eu ouvi, acho que estou meio distante da música hoje, minha interpretação não deve convencer nem a minha mãe. Parei por um tempo. Continuei compondo alguma coisa para violão, compus uma parte da primeira seção. Talvez nem seja pra violão solo, acho que um arranjo com quarteto de cordas pode ficar legal.

23/01. Comecei com alguns exercícios de cromatismo do tipo 1234, 1423 e 1324, com o metrônomo. Segui tocando alguns arpejos do Cuaderno no. 2 do Carlevaro, e o Estudo no. 6 do Brouwer, seguido pelo no. 1 do Villa-Lobos. Depois decidi passar os 5 Prelúdios do Villa-Lobos, que fazia tempo que eu não tocava. O Prelúdio no. 1 tá com alguns problemas na parte que descem acordes de mi menor, mas acho que consegui resolvê-los. No Prelúdio no. 2, alguns ligados estão com notas apagadas e os arpejos não estão totalmente definidos. Além de ter um acorde que eu simplesmente não consigo acertar, um mi maior que acaba no mi agudo da primeira corda pressionada na décima segunda casa. Na parte B, o arpejo não tá bem definido ainda… O Prelúdio no. 3 tá legal, gostei bastante da minha interpretação. O Prelúdio no. 4 também, sem mais problemas. No 5 tá um pouco complicada a interpretação da parte B, e a definição das notas dos arpejos da parte C. Nos próximos dias, vou trabalhar cada prelúdio individualmente, e postar minhas conclusões. Terminei de compor a peça que eu tinha comentado no dia anterior, ela vai ser um movimento de alguma coisa maior que farei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *